A história de hoje é de um ex-atleta que aplicou sua estratégia na empresa atual

EMPREENDEDOR POR ACASO

A história de hoje é de um ex atleta, aplicou estratégias na empresa atual. Ele conta o que aprendeu durante sua atuação como atleta.

MUITA INSPIRAÇÃO

E o meu objetivo sempre é trazer histórias de pessoas que são ‘invisíveis’ do ponto de vista digital, mas que nos trazem muita informação, muita inspiração.

E você que já foi ou é um atleta, já pensou em quantas coisa pode posicionar no seu negócio em relação a tudo aquilo que você aprendeu nos desafios de ser um bom atleta?

Meu nome é Antonio Lívio de Magalhães Brito, algumas pessoas me chamam de Antonio, outras de Lívio.

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

A minha formação é diversa: eu sou professor de educação física – hoje chama educador físico, especialização em treinamento desportivo e ciência do treinamento, eu fui atleta durante muitos anos (por conta disso me envolvi com a educação física), e em 2018 estou me formando em Teologia.

JORNADA NO EMPREENDEDORISMO

Desde que eu me conheço por gente eu frequento academia. Praticava e fui atleta de Taekwondo durante muitos anos. Então o Taekwondo me levou para a educação física, para aprimorar no atletismo.

No começo da carreira dava aula em escola (amava dar aulas), inclusivo acho que a minha verdadeira vocação é ser professor e não ser empreendedor. O empreendedorismo foi uma consequência da vida, mas uma coisa puxa outra e a ideia de abrir a academia há quase 24 anos atrás, sem recurso nenhum.

Fomos atrás de equipamento usado e nós mesmo pintamos, alugamos o espaço sem fiador, sem nada, uma loucura total, mas a coisa foi se desenrolando até chegar o dia de hoje.
Aprendizado

No começo fui inspirado pelo Taekwondo e pela competição. Taekwondo é uma arte marcial coreana então tem muito tem muito da filosofia oriental. ‘Você pode, você consegue’.

Tem as metas para conquistar. Eu participava muito de competições e por conta disso acabei levando esta filosofia para o empreendedorismo.

Mas com o passar do tempo vamos aprendendo lições porque não é tão simples quanto nas artes marciais. Encontrei algumas dificuldades que me fez desenvolver a humildade. Na luta, às vezes, o competidor tem uma atitude arrogante e no empreendedorismo a luta é mais difícil. Muitas vezes tem que aprender a perder, aprender a dar um passo para trás para dar dois ou três para frente.

SACADAS PROFISSIONAIS

A necessidade e a forma como o cliente consome a academia mudou muito. Antigamente a academia era um ponto de encontro. Era um lugar de confraternização de ter relacionamentos.

As pessoas ficavam 03/04 horas na academia. Hoje os frequentadores vão duas vezes na semana, ficam uma hora e vão embora. Tem concorrência com muitas atividades que acontecem fora da academia.

Mas um ponto que sempre trabalhamos é que o ambiente tem que ser acolhedor, as pessoas tem que se sentir bem na academia.

Eu sempre busquei o feedback dos alunos. “Ambiente legal onde nos sentimos bem” – é o que eu sempre ouço. Eu percebia também um diferencial do perfil das pessoas que buscava a academia. Gente com poder aquisitivo maior, convivendo muito bem com gente de poder aquisitivo menor. Pessoa com idades diferentes, com objetivos diferentes e todos convivendo em um ambiente saudável. Tanto que nosso slogan, durante muito tempo foi: ‘academia da sua vida’.

Muitos alunos se conheceram lá dentro, casaram. Tem amigos que se conheceram na academia e depois de 24 anos são amigos até hoje. Pessoas que nem frequentam mais a academia mas são nossos amigos até hoje. E isso sempre foi nosso norte.

EMPREENDEDOR POR ACASO

Foi circunstancial. Eu nunca pensei: ‘vou ser um empreendedor’. As coisas foram acontecendo sem muito planejamento. Eu tenho um sócio e somos diferentes – concordamos muito em questões éticas, valores. Mas na questão dos sonhos somos diferentes e acho que isso acabou dando certo porque ele me puxa para o centro de um lado e eu o puxava para o centro do outro lado.

Eu sempre fui mais agressivo no sentido de querer crescer mais e neste ponto ele era mais comedido- isso fez com que eu não fosse com tanta sede ao pote e quebrasse a cara. Nunca planejei.

Foi tudo circunstancial. A vida foi acontecendo de forma que nos levasse onde estamos hoje em dia.
O que te motiva?
Isso é fantástico. Isso é uma das coisas que nos motivou e continua nos motivando até hoje. Tem pessoas que chegaram lá extremamente doentes, depressivas, com diabetes. Até com postura arcada, para baixo, e um tempo depois vemos a transformação da pessoa.

Tem gente que fica 12, 15 anos na academia e vira uma amizade, e percebe o quanto importante foi a intervenção que a pessoa teve quando começou a frequentar a academia para sua transformação. Meninos que chegam franzinos, com a alta estima baixa e depois de um tempo de treino já percebe a nova postura, interagindo com outras pessoas. É muito gratificante. Somos profissionais da saúde. Tem pessoas que tem preconceito com academia porque questões superficiais da questão da estética, mas a transformação bio, psico, social das pessoas acontece mesmo e é gratificante.

E em todos os sentidos, da saúde física e emocional das pessoas.

QUEM É ANTÔNIO LÍVIO?

Difícil falarmos de nós mesmo.

Quem tá de fora pode ter uma visão melhor que a nossa. Profissionalmente eu tenho uma característica que eu tenho uma visão de luneta. Eu não vejo para os lados, só para frente.

O meu sócio é ao contrário. Outra característica é que eu faço muitas coisas diferentes: eu atendo telefone, fico na recepção, mostro academia, varro, dou aula.

Como pessoa eu tenho dois momentos na minha vida;
– Um antes de descobrir o amor de Deus e o amor da minha família – são dois momentos distintos. Antes de conhecer eu era uma pessoa mais egoísta, só pensava em mim, eu confesso! Acho que era uma coisa de atleta, de ser campeão, de colocar uma medalha no peito, de fazer e acontecer e a vida vai te ensinando certas coisas.

Eu tenho 03 filhos e o mais velho tem 18, um de 8 e uma de 6. Eu me lembro que antes, em um domingo, eu pegava a minha bicicleta e ia para a serra pedalar. Hoje eu adoro lavar louça e ver minha família brincando e correndo perto de mim. Minha esposa é uma mulher maravilhosa.

Sou muito feliz om o meu casamento e como pai e acho que minha maior realização é essa. Isso vem antes de qualquer outra coisa. Acho que sucesso está associado a integridade. Temos que ser íntegros, no sentido de sermos inteiros.

Temos que nos dedicar ao trabalho, família e até a sociedade, ajudando a ter políticos que façam, por que hoje eu dia eu sinto as pessoas mais egoístas. Entendo que o sucesso verdadeiro é o conjunto das coisas. Hoje eu me considero extremamente feliz e completo. Se tivesse uma palavra para definir seria pleno. Tenho muitas lutas e muitas dificuldades.

E o meu objetivo é trazer histórias de pessoas que são ‘invisíveis’ do ponto de vista digital, mas que nos trazem muita informação, muita inspiração.

O empresário é um ex atleta. Na sua empresa ele aplica muito do que aprendeu durante quando atleta. E você, que já foi ou é um atleta, já pensou em quantas coisas podem posicionar no seu negócio em relação a tudo que aprendeu nos desafios de ser um bom atleta?

#atleta #atletismo #história #historiasdesucesso #vendas #aprendizado #empresario #empresas #jundiai #mulheres #mulheresquedecidem #mqd #exerciciosfisicos #empreender #empreendedorismo

Percebia também um diferencial do perfil das pessoas que buscava a academia. Gente com poder aquisitivo maior, convivendo muito bem com gente de poder aquisitivo menor.

Pessoa com idades diferentes, com objetivos diferentes e todos convivendo em um ambiente saudável. Tanto que nosso slogan, durante muito tempo foi: ‘academia da sua vida’.

Percebia também um diferencial do perfil das pessoas que buscava a academia. Gente com poder aquisitivo maior, convivendo muito bem com gente de poder aquisitivo menor.

Pessoa com idades diferentes, com objetivos diferentes e todos convivendo em um ambiente saudável. Tanto que nosso slogan, durante muito tempo foi: ‘academia da sua vida’.

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

SIGA A PRI NAS REDES SOCIAIS